IMD | Instituto Metrópole Digital

Notícias

21 mar 2019/ ASCOM

IMD sedia lançamento de chamada pública nacional para financiamento à inovação tecnológica

Interação empresarial, troca de ideias, financiamento e formação de parcerias. São esses os principais atrativos do evento de lançamento nacional da 3ª fase do programa TechD, do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), que vai acontecer em Natal, no dia 29 de março.

Voltado para startups, empresas e pesquisadores da área de Tecnologia da Informação (TI), o evento tem como principal foco o lançamento da chamada pública do TechD, por meio da qual serão recebidas inscrições e analisadas propostas de financiamento de projetos de TI com valores que vão de R$ 500 mil a R$ 2 milhões, entre recursos públicos e privados. Ao todo, o investimento esperado é de R$ 18 milhões.

O lançamento da 3ª fase do programa irá acontecer a partir das 9h, no auditório do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), que apoia a realização do evento em Natal. Na ocasião, serão dadas informações sobre o TechD e realizadas palestras com diferentes temas, como inovação, empreendedorismo e open innovation.

A entrada para as palestras é gratuita e, para participar, os interessados devem se inscrever através do seguinte endereço eletrônico:

Softex

Realizado pelo MCTIC, o programa TechD é executado pela Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex). Durante o evento em Natal, estarão presentes o seu presidente, Ruben Delgado, e membros do Ministério, como o secretário de empreendedorismo e inovação, Paulo César Alvim, e o diretor do Departamento de Ecossistemas Digitais, Otávio Caixeta.

Também farão parte do lançamento a reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Ângela Maria Paiva Cruz, e autoridades e membros da comunidade acadêmica, bem como empresários do Parque Tecnológico Metrópole Digital e da incubadora de empresas Inova Metrópole.

Sobre o programa

O objetivo final do TechD é fomentar a criação e desenvolvimento de novas tecnologias a serem utilizadas no mercado brasileiro. Para isso, o programa conta com três etapas.

A primeira delas consiste no credenciamento das instituições credenciadas ao Comitê da Área de Tecnologia da Informação (CATI), do MCTIC. Essas instituições são realizadoras de projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) capazes de atender às demandas do mercado, bem como de fomentar a criação de novas soluções tecnológicas.

Já a segunda etapa promove o credenciamento de grandes empresas do mercado nacional (âncoras) que têm interesse em contratar novas tecnologias. Nessa etapa, instituições como Unimed, Embraer e Positivo elencam suas demandas institucionais que carecem de produtos tecnológicos para seu pleno funcionamento.

As duas primeiras fases, neste ano, já estão concluídas. O evento do dia 29 marcará o início da terceira e última fase do programa, em que ocorrerá a chamada pública para que empresas de TI e pesquisadores de todo o Brasil proponham projetos que tragam soluções às demandas das empresas-âncoras selecionadas na fase 2.

Para se inscrever acesse: bit.ly/techdfase3

Outras Notícias

15 mar 2019 por
ASCOM

Inscrições para o Natal Bioinformatics Forum são prorrogadas até 1º de abril

Evento acontece entre os dias 15 e 17 desse mesmo mês e reúne pesquisadores de diversas instituições


BIOINFORMÁTICA
29 mar 2019 por
ASCOM

Setor Pedagógico realiza atividades voltadas à comunidade feminina do IMD

Evento acontece na próxima terça-feira (2) e faz referência ao Dia Internacional da Mulher


SETOR PEDAGÓGICO